Coordenação Motora Grossa e Fina

Crianças brincando na rua_SXC

Pular, correr, andar e saltar. Bordar, desenhar e recortar. Todas estas tarefas só são possíveis se houver coordenação motora. No nosso especial “A Importância de Brincar”, a psicóloga e psicopedagoga Juliana Bielawski Stroh citou alguns brinquedos ajudam a estimular o controle dos movimentos.

Desde bebês, as crianças já recebem estímulos que auxiliam no desenvolvimento da coordenação motora. Tentar pegar objetos com as mãos, dar os primeiros passos e engatinhar são alguns exemplos.

Conforme as crianças vão crescendo, os estímulos mudam. Aprender a ligar pontos e pintar dentro de espaços delimitados faz parte deste processo.

A coordenação motora é dividida em grossa e fina. A primeira é responsável pelo desenvolvimento de habilidades como correr, pular, chutar, subir e descer escadas. Tudo que utiliza músculos maiores e permite a criança dominar o corpo no espaço.

A capacidade de usar de forma eficiente e precisa os pequenos músculos, como das mãos e dos pés, faz parte da coordenação motora fina. Movimentos mais precisos e delicados como desenhar, pintar e manusear pequenos objetos.

Confira a terceira parte do especial “A Importância de Brincar”.

Matérias Relacionadas:

Especial “A importância de brincar”

Jogos que estimulam o raciocínio

Assista aos vídeos:

A Importância de Brincar – Parte I

A Importância de Brincar – Parte II

A Importância de Brincar – Parte III


Brinquedos Educativos, Dicas, Resgate das brincadeiras tradicionais