Cliques fofos e cheios de charme

PIL_8146-PEQ

Sabe aquelas fotos fofas de bebês, com cara de quem acabou de nascer? Pois bem, é meio que isso mesmo. As fotografias de recém-nascidos estão cada vez mais em alta no Brasil e são feitas com modelinhos de até 20 dias.

Esta é uma maneira dos pais registrarem as primeiras semanas dos pequenos, que por sinal, passa rápido demais. Mas para conseguir imagens tão ricas em detalhes é preciso muita dedicação.

As fotógrafas de newborn fazem cursos para aprender a posicionar os bebês de maneira correta, além disso, tem todo um cuidado especial com iluminação, temperatura do ambiente, acessórios antialérgicos, entre outros detalhes.

PIL_8183-PEQ

“Quem manda na sessão é o bebê. Cada um tem seu ritmo. E a sessão pode tomar mais de 3 horas. Sempre devemos estar preparadas para as paradas técnicas (mamadas, acalmar e limpar os bebes)”, explica a fotógrafa de newborn Pilar Lopes. Confira a nossa entrevista:

1) Como é fotografar recém-nascidos?
P.L. – Fotografar recém-nascidos é maravilhoso! Só de olhar para um bebê, um ser tão pequenino, tão frágil e tão perfeito, me faz pensar na divindade da vida em si. E em Deus. Cada novo bebê que eu fotografo me enche de muita alegria pela oportunidade de estar ali, frente a um ser tão completo. Cada detalhe tão perfeito! As mãozinhas, os pezinhos, os cílios… É lindo isso! Lidamos com um ser tão frágil que precisa ser posicionado, em geral dormindo, para conseguir extrair as melhores imagens. Com paciência, carinho e jeitinho, acabamos conseguindo poses bonitas ou outras vezes fazemos a manipulação das imagens no Photoshop.

2) Quais são os cuidados necessários?
P.L. – Quando você fotografa um bebê, todos os cuidados são necessários, especialmente no que se refere à higiene e segurança do bebê. Tudo que você usar, precisa estar limpo. E o local onde colocará o bebê precisa oferecer toda a segurança. Tanto que muitas fotos são produzidas com montagens. Nunca se coloca o bebê em risco. Na noite que antecede a sessão, preparo três cenários. Já os deixo prontos, assim como os cestos com os chamados ‘props’ (lacinhos, touquinhas, mantas, etc) que poderei usar. O local precisa ser preaquecido, pois há poses em que o bebê está praticamente nu. E deixo também um vidro de álcool gel para higienizar as minhas mãos durante a sessão.

3) Quantos dias o bebê precisa ter?
P.L. – O ideal é fazer as fotos quando o bebê estiver entre os 5 e 14 dias de nascido, pois é quando apresenta menos cólicas e adormece mais facilmente. Esta fase é tão especial e tão curta e, em geral, as mães não conseguem curtir plenamente por estar com os incômodos do parto, o cansaço acarretado pelas mamadas ou noites mal dormidas, além dos cuidados com o bebê ou simplesmente assustadas com a fragilidade de um recém-nascido. Ai é que entram as fotos “newborn” como uma excelente recordação do que quase não foi percebido.

4) Como é feito o seu trabalho?
P.L. – Durante a sessão, eu tento capturar a delicadeza do bebê, os seus detalhes, através de praticamente uma centena de fotos, que depois são selecionadas, tratadas e resumidas em aproximadamente 30 fotos, que entrego em arquivo digital (em alta e baixa resolução) para a mamãe postar no Facebook ou fazer impressões individualizadas para a família. Gosto também de incluir um photobook impresso com as melhores fotos, para que os arquivos de fotos digitais não sejam esquecidos no fundo do HD. Estes livrinhos resultam uma boa opção para ter em casa ou levar e mostrar à família, amigos ou no trabalho.

5) Quais são as principais características das suas fotos?
P.L. – Gosto especialmente dos detalhes: closes do rosto, mãos e pezinhos, mas fundamentalmente tento sempre mostrar a ternura e paz que há em um recém-nascido. São tão fofos! E a maior recompensa é ver a alegria e satisfação dos pais com o resultado do meu trabalho.

Para conhecer mais o trabalho da fotógrafa Pilar Lopes acesse www.pilarlopes.com.


Entrevistas