Arte na Papagueno

Intervenção de Paola Croso e Jejo Cornelsen / Márcio Dalmaso

Quem acompanha as nossas redes sociais e passa pela nossa loja pôde perceber o interesse pela intervenção artística dos artistas e designers Paola Croso e Jejo Cornelsen, do Studio Passalacqua, para a Design Weekend na parede da Papagueno.

O mais interessante é que a exposição é permanente para que pais e filhos possam apreciar juntos os carimbos feitos com ladrilhos hidráulicos. A ideia da dupla é colorir a cidade de São Paulo. “Essa é a nossa primeira intervenção na rua, pretendemos fazer um carimbo por mês”, explicou Paola Croso.

A artista escolheu a localização da Papagueno por fazer parte de sua infância. “Essa esquina em particular é muito especial para mim, pois passei 15 anos de minha vida transitando por ali, onde estudei toda minha infância e adolescência”.

Paola complementou dizendo que “a Papagueno foi escolhida a dedo por ser uma loja de brinquedos lúdicos, lindos, especiais, também de roupas e acessórios e qualquer coisa que a Lia escolher sei que terá um sentido especial no seu espaço”.

Instalação de itervenção de Paola Croso e Jejo Cornelsen

Instalação de intervenção de Paola Croso e Jejo Cornelsen

Confira a entrevista com a artista:

1) Qual o significado da intervenção artística feita na Papagueno?
Paola – O significado dessa intervenção é mostrar como uma ação singela e despretensiosa de arte pode cativar de uma forma ou de outra adultos e crianças que passam por ali, pela rua, seja correndo, caminhando, com pressa, sem pressa, distraídas ou não. Cada um de seu jeito. Mesmo que seja somente por um segundo. Essa é a nossa forma de trazer algo de bom para São Paulo, carimbando um pouco de arte pelos cantos e paredes da cidade.

2) Como surgiu a ideia da exposição?
Paola – A ideia existe faz tempo, somente faltava uma ocasião especial, que foi a terceira edição do São Paulo Design Weekend, uma iniciativa genial que está tomando conta e transformando da cidade.

3) Onde vocês buscam inspirações para os trabalhos?
Paola – A inspiração é a arte em todas as suas formas de manifestações. A música, e claro, as cores, que são como as cordas de nosso instrumento. No caso da parede da Papagueno pensamos em algo que trouxesse alegria para os frequentadores da loja: as crianças…

4) Quando você começou a se interessar por arte e o que mais te encanta na profissão?
Paola – 
Nós sempre gostamos de arte. O Jejo é um artista plástico incrível, e eu tive meu caminho próprio de formação no campo da arte. Arte e design sempre fizeram parte de minha / nossa vida e trabalho.

5) Quais são as principais características das suas obras?
Paola – São simples, formas puras e cruas. Trabalhamos muito as cores, nos chamamos de Artesões de Cores. Fazemos também tinta mineral orgânica, com nuanças lindas, com as cores das terras do Brasil. Já expusemos no Salone del Mobile duas vezes e fomos convidados ao Design Week de Londres, que acontecerá em setembro 2014.

6) E as suas principais influências e inspirações?
Paola – A turma do Bauhaus, especialíssimos, o casal Eames, Lina B Bardi, Prouve, Niemeyer, Vila Nova Artigas , são tantos, que fica difícil enumerá-los.

Gostou? Dê uma passadinha na Papagueno e confira de perto a intervenção dos artistas!


Bate-papo, Dicas, Entrevistas